Itália formaliza participação na ‘Nova Rota da Seda’ da China

Idiomas:

Português   English   Español
Itália formaliza participação na 'Nova Rota da Seda’ da China
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Itália e China assinaram no último sábado (23), em Roma, um memorando de entendimento sobre a chamada “Nova Rota da Seda”.


O megaprojeto do regime comunista da China promete levar investimentos trilionários em infraestrutura e comunicações a dezenas de nações do mundo.

O pacto foi firmado em uma cerimônia com o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, e o presidente chinês, Xi Jinping.

A Itália se tornou o primeiro membro do G7 e a maior economia da União Europeia (UE) a aderir à “Belt and Road Initiative” (“Iniciativa do Cinturão e Rota”, em tradução livre).

“Itália e China devem construir melhores relações, que já são muito boas”, disse Conte, segundo a revista ISTOÉ.

Representantes dos dois países assinaram, ao todo, 29 acordos, sendo 19 deles ministeriais e 10 entre empresas.

O número de tratados previstos inicialmente era de 50, mas as preocupações dos Estados Unidos e da União Europeia com a penetração chinesa na economia italiana acabaram reduzindo a quantidade.

Como você viu na RENOVA, o principal temor norte-americano está no setor de telecomunicações, mas o acordo sobre 5G acabou de fora das tratativas.

A “Nova Rota da Seda” é vista como um plano de longo prazo de Pequim para fazer frente à hegemonia dos Estados Unidos e garantir robustos índices de crescimento econômico pelos próximos anos.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...