- PUBLICIDADE -

Itália impõe condições para aceitar migrantes transportados pelo Mediterrâneo

- PUBLICIDADE -

O premiê italiano Augusto Conte avisou que a Itália aceitará desembarque de migrantes em seu território com uma única condição: os outros países da UE também devem aceitar assumir a parte deles.

A Itália decidiu condicionar o desembarque de migrantes resgatados no Mediterrâneo pelos navios da Operação naval europeia Sophia a que sua acolhida seja compartilhada entre outros Estados-membros – disseram várias autoridades europeias nesta sexta-feira (20).

“A Itália não quer ser o único país de desembarque dos migrantes resgatados no mar por suas próprias unidades navais”, declarou o ministro italiano das Relações Exteriores, Enzo Moavero Milanesi, em uma carta à chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Federica Mogherini.

O ministro pediu oficialmente a revisão do mandato da Operação Sophia, atualmente sob o comando italiano, e o primeiro-ministro Giuseppe Conte informou o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, das condições impostas para os desembarques dos migrantes na Itália.

 

Com informações da GaúchaZH
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -