Itália proíbe novamente acesso de barcos de ONG a seus portos

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O ministro italiano do Interior, Matteo Salvini, proibiu novamente o acesso a seus portos, neste sábado (16), de dois navios de uma ONG envolvidos com o transporte de migrantes da África para Europa.

Matteo Salvini, que também é vice-primeiro-ministro e líder do partido direitista Liga, explicou:

Enquanto o barco ‘Aquarius’ navega para a Espanha (aonde chegará no domingo), outros dois navios de uma ONG de bandeira holandesa (Lifeline e Seefuchs) chegaram em frente à costa líbia, à espera de seu carregamento de seres humanos abandonados por traficantes.

E acrescentou:

Que esses senhores saibam que a Itália já não quer ser cúmplice do negócio da imigração clandestina e que deverão buscar outros portos para se dirigirem. Como ministro e como pai, faço isso pelo bem de todos.

A recusa da Itália, em 10 de junho, de receber o Aquarius, barco humanitário com mais de 600 imigrantes, lançou a Europa em outra crise política sobre o assunto migratório.

Salvini afirmou nesta semana:

O navio se chamar Aquarius ou See-Watch 3 não muda nada, queremos dar fim a este tráfico de seres humanos, e se há outros navios de outras ONGs sobre bandeira estrangeira, teremos o mesmo raciocínio.

 

Com informações de GaúchaZH

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.