- PUBLICIDADE -

Itália recusa navio de ONG transportando imigrantes ilegais

- PUBLICIDADE -

A Itália disse nesta segunda-feira (13) que não dará abrigo para as 141 imigrantes ilegais transportados pelo navio humanitário Aquarius no litoral da Líbia na semana passada.

O governo italiano pediu que o Reino Unido ou outros membros da União Europeia os recebam.

O navio Aquarius, operado pelas instituições de caridade SOS Mediterrâneo e Médicos Sem Fronteira (MSF), recolheu os imigrantes em duas operações separadas e atualmente está em águas internacionais entre a Itália e Malta.

O Aquarius passou nove dias no mar em junho depois que o novo governo italiano tomou posse e fechou seus portos a todos os navios humanitários, classificando-os como “serviço de táxi” e os acusando de ajudar traficantes de pessoas. As entidades humanitárias negam as acusações.

“Ele pode ir para onde quiser, não para a Itália!”, disse o ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, sobre o Aquarius, no Twitter, mencionando França, Alemanha, Reino Unido ou Malta como destinos.

“Impeçam os traficantes de pessoas e seus cúmplices, #portosfechados e #coraçõesabertos”, acrescentou Salvini.

Devido à pressão de Itália e Malta, a maioria dos navios humanitários não está mais patrulhando o litoral da Líbia. Mais de 650 mil imigrantes ilegais já chegaram às praias italianas desde 2014.

 

Adaptado da fonte Reuters
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -