Português   English   Español

Itália se revolta com imigrantes que atacaram tripulação de barco

diciot

O ministro italiano do Interior, Matteo Salvini, exigiu nesta quarta-feira (11) garantias antes de autorizar um barco da Guarda Costeira da Itália atracar em um porto da península com 67 imigrantes ilegais.

Os imigrantes se rebelaram contra a tripulação do navio “Diciotti” – que os resgatou em frente à costa da Líbia -, para não serem conduzidos de volta ao continente africano.

Matteo Salvini afirmou:

Neste momento não há porto para o Diciotti. Autores de ameaças ou agressões não vão acabar em hotéis, mas sim na prisão.

O ministro do Interior da Itália acrescentou:

Não vou autorizar nenhum desembarque enquanto não tiver certeza que os delinquentes, que não são refugiados (…), vão passar um tempo na prisão e serão levados de volta.

Salvini, no cargo desde 1 de junho, também vice-premiê e líder do partido direitista Liga, decidiu no mês passado proibir o acesso aos portos italianos das ONGs que transportam migrantes da África para Europa através do Mediterrâneo, uma postura que reflete a nova linha dura adotada pela Itália em questões migratórias.

Com informações do Diário Catarinense

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...