- PUBLICIDADE -

Itália segue tirando Alemanha do mercado da imigração ilegal

Itália segue tirando Alemanha do mercado da imigração ilegal

- PUBLICIDADE -

Alemanha anunciou rompimento com a missão Sophia, criada pela União Europeia (UE) em 2015 para “combater a crise migratória no Mediterrâneo”, devido à postura “linha dura” do governo da Itália.

Um porta-voz do Ministério da Defesa de Berlim disse que trata-se apenas de uma “suspensão temporária”. “Acreditamos que deve ser melhor esclarecido quais são as tarefas da missão”, afirmou.

A agência “DPA“, no entanto, diz que a decisão é consequência da postura do governo da Itália de fechar seus portos para imigrantes ilegais transportados através do Mediterrâneo.

Daqui em diante, a Alemanha não enviará navios para operações na costa da Líbia, embora mantenha uma equipe no quartel general da “Sophia”, informa a “ISTOÉ“.

Em seu perfil no Twitter, o vice-premiê e ministro italiano do Interior, Matteo Salvini, minimizou a decisão da Alemanha:

“A missão Sophia tinha como mandato desembarcar todos os imigrantes na Itália, e assim o fez, com 50 mil chegadas em nosso país. Se alguém sai, para nós não é um problema.”

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -