- PUBLICIDADE -

Itália veta desembarque de 67 imigrantes ilegais salvas no Mediterrâneo

- PUBLICIDADE -

O ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, impediu 67 imigrantes ilegais a bordo de um navio da Guarda Costeira do país de descerem no porto de Trapani, na Sicília, onde a embarcação está atracada desde o início da tarde desta quinta-feira (12).

Os imigrantes ilegais foram resgatados no Mar Mediterrâneo por um rebocador privado de bandeira italiana, o Vos Thalassa, mas acabaram transferidos para o navio Diciotti após denúncias de ameaças de morte contra a tripulação.

Matteo Salvini afirmou:

Eu não estou brincando. Enquanto não for esclarecido o que ocorreu, não autorizo ninguém a descer do Diciotti. Se alguém o fizer em meu lugar, assumirá a responsabilidade.

O recado foi direcionado ao ministro dos Transportes Danilo Toninelli, a quem as autoridades portuárias devem subordinação.

“Ou os armadores [do Von Thalassa] mentiram ao denunciar agressões que não aconteceram, ou então houve agressão e os responsáveis devem pagar”, acrescentou Salvini.

 

Com informações da ANSA
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -