Itamaraty confirma passaporte brasileiro de Kim Jong-un

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, foi a partir desses documentos que eles conseguiram novos passaportes, emitidos pela embaixada brasileira em Praga.

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) informou que o ditador norte-coreano Kim Jong-un e seu pai, Kim Jong-il, tiveram passaportes brasileiros emitidos no Brasil pela Polícia Federal.

Esta história entrou em evidência, pela primeira vez, meses atrás e desde então a dúvida sobre a veracidade dos documentos permaneceu.

Nessa terça-feira (10), o Itamaraty divulgou a resposta abaixo validando os documentos.

Realizada a pesquisa nos arquivos do Ministério das Relações Exteriores, verificou-se que os passaportes em nome de JOSEF PWAG e de IJONG TCHOI foram emitidos regularmente pela Embaixada do Brasil em Praga, em 26 de fevereiro de 1996, com validade até 25 de fevereiro de 2006, em substituição a passaportes anteriores emitidos no Brasil.

Segundo o as normas em vigor à época, para a concessão de novo passaporte comum, era dispensada a apresentação de documento de identidade, caso o interessado apresentasse passaporte anteriormente expedido.

 

Com informações de: [G1]
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações