Iván Duque diz que Venezuela é uma “ditadura desprezível”

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

O presidente da Colômbia, Iván Duque, afirmou nesta segunda-feira (10) que a Venezuela é uma “ditadura desprezível” e pediu o apoio de todo o continente para enfrentar a onda migratória provocada pela crise no país.

Durante visita ao Panamá, o novo líder da Colômbia declarou:

Hoje mais do que nunca precisamos que os olhos do mundo se abram e fiquem alertas para uma crise migratória que foi detonada por uma ditadura desprezível.

Iván Duque afirmou que a fuga de milhares de venezuelanos para a Colômbia é “sem precedentes”, resultado da crise generalizada vivida pelo país vizinho, mas garantiu que seu governo sempre preservará o “princípio da fraternidade” com os “irmãos venezuelanos”.

Segundo informações da ONU, cerca de 2,3 milhões de venezuelanos deixaram o país devido à crise. Quase 1 milhão deles cruzou a fronteira com a Colômbia.

Duque comemorou o fato de o Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA) ter discutido a migração venezuelana em uma reunião extraordinária convocada na semana passada e pediu que o tema também seja abordado na Assembleia Geral da ONU, que será realizada nas próximas semanas em Nova York.

“Acredito que elevar esta discussão para o plano da OEA, como ocorreu na semana passada, é importante. Também é importante fazer o mesmo no marco da Assembleia das Nações Unidas”, destacou.

 

Adaptado da fonte EFE
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações