Português   English   Español

Jair Bolsonaro afirma que não vai expulsar oposição do país

Jair Bolsonaro afirma que não vai expulsar oposição do país

Questionado sobre sua declaração aos manifestantes reunidos na avenida Paulista no domingo (21), Bolsonaro afirmou que não vai expulsar ninguém do país, mas vai enquadrar quem não respeitar a lei.

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, disse nesta segunda-feira (22) que a oposição é útil, explicou que se referiu à cúpula do PT e de outras entidades quando falou na véspera sobre deixarem o país ou irem para a cadeia e ressaltou que é a maioria quem decide o futuro do país.

Em entrevista, questionado sobre declaração de domingo, quando falou “essa turma se quiser ficar aqui vai ter que se colocar sob a lei de todos nós, ou vão para fora ou vão para a cadeia”, Bolsonaro disse que se referia à cúpula do PT:

É a cúpula que teima em fazer com que os brasileiros que foram doutrinados por eles têm que fazer algo que interesse para essa cúpula e não para o Brasil, essa cúpula do PT, essa cúpula do MST, do MTST, eles vão ter que se adequar às leis, porque algumas nós aprovaremos dentro do Parlamento, de modo que temos um país pacificado.

Bolsonaro repetiu que não se pode admitir invasão de propriedade em nome de movimentos sociais, segundo informações da Reuters Brasil.

“Esse é o recado que eu dei no dia de ontem no discurso para a Paulista”, disse, referindo-se ao discurso transmitido na véspera a uma grande manifestação em São Paulo, conforme noticiou a Renova Mídia.

De acordo com O Antagonista, Bolsonaro disse que a oposição “não pode querer parar o Brasil em nome de uma minoria”. “A maioria é que decide o futuro de uma nação.”

“Eu sempre digo: ‘Ganha quem tem mais votos’. É difícil compor com PT, PC do B e PSOL. Acho muito difícil que queiram dialogar, pois querem sempre fazer valer a sua vontade”, diz o capitão reformado do Exército.

Deixe seu comentário

Veja também...