Português   English   Español

Jair Bolsonaro apoia ideia de atiradores de elite no Rio de Janeiro

Jair Bolsonaro apoia ideia de atiradores de elite no Rio de Janeiro

Em entrevista dias atrás, o governador eleito Wilson Witzel (PSC) informou que pediu um levantamento sobre os atiradores de elite em condições de atuar no Rio de Janeiro.

A posição de Wilson Witzel é bem clara. Bandido flagrado com fuzil na mão deve ser neutralizado imediatamente.

Questionado sobre a proposta de abater criminosos flagrados com fuzis, o presidente eleito Jair Bolsonaro se manifestou favoravelmente e lembrou a atuação do Exército na missão de paz da ONU no Haiti.

Bolsonaro declarou:

Vamos para um caso concreto. Qual era a forma de engajamento concreto do Exército no Haiti? Se pegasse alguém portando arma de guerra, era abatido.

Para o presidente eleito, é preciso dar a “retaguarda jurídica” necessária para que o policial não seja punido ao entrar num confronto.

Ele acrescentou:

A violência tem crescido, usado armamento mais sofisticado. Precisamos dar a retaguarda jurídica. Uma vez havendo confronto, não se pode punir o policial, pois isso estimula a bandidagem a agir de forma ainda mais violenta.

 

Adaptado da fonte O Antagonista
Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Assine nossa newsletter...

Inscreva seu e-mail para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Fique tranquilo(a), assim como você, odiamos spam :) Você poderá remover seu e-mail a qualquer momento.

Deixe seu comentário...

Veja também...