Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Jair Bolsonaro fala sobre Fabrício Queiroz

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Jair Bolsonaro fala sobre Fabrício Queiroz

“Ninguém mais do que eu quer a solução desse caso o mais rápido possível”, disse Bolsonaro sobre a investigação envolvendo Queiroz.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, falou sobre a quebra de sigilo bancário de seu filho Flávio Bolsonaro e deu mais detalhes acerca da sua relação de amizade com o ex-motorista Fabrício Queiroz.

Em entrevista à revista Veja, publicada nesta sexta-feira (31), Bolsonaro falou sobre as ações do Ministério Público Federal do Rio de Janeiro contra o senador Flávio (PSL-RJ):

“Lógico [que preocupa]. Se alguém mexe com um filho teu, não interessa se ele está certo ou está errado, você se preocupa.”

A investigação do Ministério Público foi aberta após um relatório do governo federal ter apontado movimentação atípica de R$ 1,2 milhão na conta bancária de Queiroz, de janeiro de 2016 a janeiro de 2017.

Queiroz já admitiu que recebia parte dos valores dos salários dos colegas de gabinete. Ele diz que usava esse dinheiro para remunerar assessores informais de Flávio, sem o conhecimento do então deputado.

Bolsonaro falou sobre o assunto:

“Estou chateado porque houve depósitos na conta dele, ninguém sabia disso, e ele tem de explicar isso daí. Eu conheço o Queiroz desde 1984. Foi meu soldado, recruta, paraquedista na Brigada de Infantaria Paraquedista. Ele era um policial bastante ativo, tinha alguns autos de resistência, contou que estava enfrentando problemas na corporação. Vocês sabem que esse pessoal de esquerda costuma transformar muito rapidamente auto de resistência em execução.”

E acrescentou:

“Aí começou a trabalhar conosco. E você sabe que lá no Rio você precisa de segurança. Eu mesmo já usei o Queiroz várias vezes. Teve um episódio dele com o meu filho em Botafogo, um assalto na frente de casa, e o Queiroz, impetuoso, saiu para pegar o cara. Então existe essa amizade comigo, sim. Pode ter coisa errada? Pode, não estou dizendo que tem. Mas tem o superdimensionamento porque sou eu, porque é meu filho. Ninguém mais do que eu quer a solução desse caso o mais rápido possível.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email