Português   English   Español

Janaina Paschoal defende prisão de envolvidos no crime de Brumadinho

Janaina Paschoal defende prisão de envolvidos no crime de Brumadinho
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A deputada mais votada da história do Brasil quer os responsáveis pela tragédia em Brumadinho atrás das grades.


A jurista e deputada estadual eleita, Janaina Paschoal (PSL-SP), disse que tem lido algumas manifestações de pessoas classificando as prisões de envolvidos no rompimento da barragem em Brumadinho como “simbólicas” e “midiáticas”.

Janaina está longe de concordar com estas declarações. “A verdade é que, pela magnitude do risco assumido e pelos resultados, as prisões foram poucas!”, disse a deputada, em seu perfil oficial no Twitter.

A advogada justifica seu posicionamento alegando que a tragédia ambiental em Mariana abriu um precedente que “transforma Brumadinho em homicídio doloso”.

Sobre as prisões recentes de cinco funcionários da mineradora Vale, responsável pela tragédia em Brumadinho, Janaina disse não saber “se as pessoas presas são culpadas. A Justiça está avaliando”. No entanto, ela destacou que “técnicos e engenheiros não agiram por conta própria. É preciso chegar a quem deu as ordens, quem lucrou desprezando vidas”.

Ainda em seu Twitter, a parlamentar do PSL acrescentou:

“As prisões também são necessárias para que fiscais corruptos saibam que correm o risco de responder por HOMICÍDIO, ao aceitar vantagem para atestar como seguro aquilo que flagrantemente não é!”

E completou:

“Em algum momento, o Brasil precisa se transformar em um país sério. Como bem dizia um meu professor já falecido: o Direito Penal existe porque não podemos contar com a razoabilidade.”

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...