Português   English   Español
Português   English   Español

Japão admite morte de funcionário por radiação em Fukushima

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

O Japão admitiu pela primeira vez que um funcionário da usina nuclear de Fukushima, destruída por um terremoto e um tsunami há mais de sete anos, morreu por exposição à radiação.

Um tremor de magnitude 9,0 atingiu o Japão em março de 2011, desencadeando um tsunami que deixou cerca de 18 mil mortos e provocando o pior desastre nuclear do mundo desde Chernobyl.

Na sexta-feira, o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-estar determinou o pagamento de indenização à família de um homem de 50 e poucos anos que morreu de câncer no pulmão, disse uma autoridade à Reuters por telefone.

O funcionário passou a carreira trabalhando em usinas nucleares por todo o Japão e trabalhou na usina Fukushima Daiichi, operada pela Tokyo Electric Power, ao menos duas vezes depois de março de 2011.

Ele foi diagnosticado com câncer em fevereiro de 2016, segundo a autoridade.

Anteriormente, o ministério havia descartado a exposição à radiação como causa das doenças de outros quatro funcionários de Fukushima, disse a autoridade, acrescentando que esta foi a primeira morte.

Mais de 160 mil pessoas foram obrigadas a abandonar suas casas após o derretimento de reatores nucleares da usina.

Adaptado da fonte Reuters

Compartilhe...

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

TELEGRAM

Acompanhe todas as notícias através do nosso canal no Telegram.

Newsletter

Inscreva seu email na RENOVA para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Nome:

Email:

Fique tranquilo(a), assim como você também odiamos spam, você poderá sair quando quiser :)

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias_

Pátria Educadora. Garanta sua vaga!