Japão busca regulamentações mais rigorosas para criptomoedas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Agência japonesa espera ter novas políticas de criptomoedas em meados de 2022.

Os reguladores do Japão pediram às exchanges de criptomoedas para implementar medidas mais rigorosas destinadas a combater atividades ilegais e proteger os clientes.

Agora, de acordo com um jornal local, a Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA) estuda regulamentações ainda mais rígidas relacionadas aos ativos digitais.

Um grupo de especialistas foi estabelecido pela FSA com o objetivo principal de criar uma supervisão para o espaço de criptomoedas e finanças descentralizadas (DeFi) no país.

Além disso, a agência japonesa também está interessada em manter o controle sobre o projeto de moeda digital do banco central (CBDC).

De acordo com a reportagem, a FSA espera ter novas políticas em operação em meados de 2022.

Em 2017, o Japão tornou-se uma das primeiras nações a reconhecer as criptomoedas em seu sistema financeiro.

Entretanto, recentemente, o país asiático buscou adotar uma postura mais rígida em relação às criptomoedas, especialmente após um ataque cibernético de grandes proporções contra o Coincheck em janeiro de 2018.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.