Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Jeanine Áñez se declara presidente interina da Bolívia

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Jeanine Áñez se declara presidente interina da Bolívia
COMPARTILHE

“Trata-se de levar adiante o processo e convocar eleições o mais rápido possível”, disse a autoproclamada presidente da Bolívia.

A parlamentar Jeanine Áñez, segunda vice-presidente do Senado da Bolívia, tomou medida depois que a linha sucessória ficou indefinida e não houve quórum no Congresso para discutir quem assumiria o poder.

“Assumo de imediato a presidência e me comprometo a tomar todas as medidas necessárias para pacificar o país” disse ela no Senado, nesta terça-feira (12).

A sessão para discutir a sucessão do ex-mandatário Evo Morales acabou não ocorrendo por falta de quórum.

“Trata-se de levar adiante o processo e convocar eleições o mais rápido possível”, acrescentou Jeanine.

Segunda vice-presidente do Senado, Jeanine decidiu se declarar presidente depois que, além de Morales e seu vice Álvaro García Linera, a presidente do Senado, Adriana Salvatierra, e o presidente da Câmara dos Deputados, Victor Borda, que seriam os próximos na linha de sucessão de Morales, também renunciaram, assim como o vice-presidente do Senado, Rubén Medinacelli.

Segundo o portal G1, a autoproclamada presidente da Bolívia, Jeanine Áñez, completou:

“O povo boliviano está testemunhando que fizemos todos os esforços necessários para canalizar a presença dos membros da assembléia das três forças políticas.”

E completou:

“No entanto, os parlamentares do MAS não estavam presentes, expressaram publicamente sua decisão de não participar e todos sabemos que o presidente e o vice-presidente apresentaram sua renúncia, deixando o país, refugiando-se em asilo no México, o que constitui um abandono de suas funções.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram