- PUBLICIDADE -

Jihadista pega 30 anos de prisão na França após atentado

Jihadista pega 30 anos de prisão na França após atentado
- PUBLICIDADE -

A extremista, que tinha 19 anos no momento do atentado, recorreu da sentença.

A extremista islâmica Inès Madani, de 24 anos, foi condenada, nesta segunda-feira (7), na França, a 30 anos de prisão.

Madani executou um ataque terrorista fracassado com botijões de gás perto da catedral de Notre-Dame, em Paris, em setembro de 2016.

A jovem jihadista não poderá tentar obter a liberdade condicional durante um período de 20 anos, conforme solicitado pelo Ministério Público.

Madani, que tinha 19 anos no momento dos fatos, recorreu da sentença. 

Em suas últimas palavras perante o tribunal, a terrorista afirmou que havia “mudado” e que “sentia muito“.

Na madrugada de 4 de setembro de 2016, Madani e outra extremista, Ornella Gilligmann — condenada a 25 anos de prisão — estacionaram seu veículo, carregado com seis botijões de gás, em frente a um restaurante próximo à catedral Notre-Dame de Paris. 

As jihadistas, então, tentaram incendiar o veículo com diesel, mas, como esse combustível é dificilmente inflamável, elas não conseguiram gerar uma explosão no local.

Madani também foi condenada por tentar assassinar um policial durante sua fuga. Ela foi presa, com uma faca na mão, em 8 de setembro de 2016 na periferia de Paris.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -