- PUBLICIDADE -

Jihadistas do EI frustrados com falta de ataques durante a Copa da Rússia

- PUBLICIDADE -

Simpatizantes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) manifestaram frustração nas redes sociais com a ausência de atentados durante a Copa do Mundo de 2018 na Rússia.

Um jihadista disse que a “abundância” de ameaças contra o torneio foi “contraprodutiva” e fez com que o “inimigo” aumentasse a segurança, de acordo com o portal SITE, que monitora a atividade de extremistas na internet.

Ao longo dos últimos meses, grupos ligados ao Estado Islâmico divulgaram diversas ameaças contra a Copa, inclusive com cartazes retratando grandes craques do futebol internacional. No entanto, apesar da promessa de um “massacre nunca antes visto”, nada aconteceu.

Rita Katz, diretora do SITE, declarou:

Simpatizantes do EI estão desapontados com a falta de ataques na Copa 2018, após uma grande campanha de ameaças. Eles veem isso como uma oportunidade perdida, com um deles até reclamando da campanha de ameaças: ‘se você quer atingir um alvo, você não informa seu inimigo’.

Ela ressalta, no entanto, que esse tipo de “barulho” é essencial para o funcionamento do Estado Islâmico, cuja atuação se baseia em uma intensa propaganda antiocidental na internet.

 

Com informações da ANSA
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -