Jihadistas do Sri Lanka eram de classe média e alta

Idiomas:

Português   English   Español
Jihadistas do Sri Lanka eram de classe média e alta
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

As informações foram reveladas pelas autoridades do país nesta quarta-feira (24), apresentando novos detalhes sobre a rede por trás dos atentados que mataram 359.


Nove homens-bomba, incluindo um casal, são os responsáveis pelo massacre contra cristãos celebrando o domingo de Páscoa, no Sri Lanka.

Oito extremistas islâmicos já foram identificados. O grupo incluía dois irmãos e um marido e sua esposa, que se explodiu ainda no domingo (21) quando a polícia cercou uma casa em Colombo, a maior cidade do Sri Lanka.

De acordo com o Ministério da Defesa, os homens-bomba eram de famílias de classe média e alta, sendo que alguns eram “pessoas bem educadas”.

Siga a RENOVA no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

Pelo menos um deles estudou no Reino Unido e na Austrália. Outros haviam sido detidos temporariamente depois de pequenos ataques, informa a Gazeta do Povo.

Sessenta pessoas foram presas em conexão com os ataques a igrejas e hotéis, incluindo Mohamed Ibrahim, um rico empresário do país asiático. Pelo menos dois de seus filhos estavam entre os homens-bomba.

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...