João Amoêdo defende venda compulsória da Odebrecht e JBS

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

O candidato do Novo ao Planalto, João Amoêdo, apoia medida que obriga controladores de empresas envolvidas em da corrupção a venderem suas companhias, como punição pelos malfeitos.

O programa apresentado por João Amoêdo ao TSE não encerra os planos do Novo para o Estado brasileiro.

Propostas bem mais ousadas vem sendo discutidas pelo partido, como a venda compulsória de empresas envolvidas em grandes escândalos de corrupção.

A ideia consta num documento interno, ainda não divulgado, mas já conta com apoios de peso.

Amoêdo cita o programa de recuperação dos bancos brasileiros nos anos 90 como uma referência.

O candidato declarou:

[Funcionaria] mais ou menos na linha do que foi feito com o PROER, que entrou nos bancos, fez uma intervenção, tirou os donos e tentou colocar a instituição de pé.

 

Adaptado da fonte InfoMoney
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações