Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

João Doria isenta PM de culpa por mortes em Paraisópolis

Tarciso Morais

Tarciso Morais

João Doria isenta PM de culpa por mortes em Paraisópolis
COMPARTILHE

“5 mil pessoas agrupadas na madrugada em uma região onde nem sequer deveria estar havendo uma manifestação desse tipo”, diz Doria.

João Doria, governador de São Paulo, afirmou que as mortes de nove jovens em um baile funk em Paraisópolis foram causadas por um “descontrole da população” em função de disparos feitos por criminosos.

Em entrevista coletiva a correspondentes estrangeiros no Palácio dos Bandeirantes, nesta terça-feira (3), Doria prometeu punição para os culpados, mas não admitiu falhas no modo de atuação da Polícia Militar:

“Não se trata de uma ação policial ou do estado, nenhuma ação policial efetiva que tenha proporcionado a morte de qualquer um deles. Uma situação de descontrole da população… Tinha 5 mil pessoas agrupadas na madrugada em uma região onde nem sequer deveria estar havendo uma manifestação desse tipo, era proibido pela Prefeitura.”

Os nove mortos tinham entre 14 e 23 anos, e nenhum deles morava na comunidade.

Segundo a agência ANSA, o tucano acrescentou:

“Determinamos uma investigação rigorosa para verificar onde há e onde não há participação policial, mas não generalizando. O governo de São Paulo não generaliza nem se atemoriza diante de situações desse tipo. Analisa, investiga, avalia e decide. E se tiver que punir, punirá. Mas a ação generalizada e muitas vezes oportunista para satisfazer o interesse de alguns e atender o anseio de outros, esse governo não fará.”

Sobre os vídeos que mostram cenas de abuso policial, Doria disse que ainda não se sabe se as imagens são da madrugada de 1º de dezembro:

“O que não impede a condenação, porque não há nenhuma justificativa para agressão com as mãos, com cassetete, com arma, de qualquer outra forma, à população.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM