Português   English   Español

Jordânia rejeita pedido da ONU de abrir fronteiras para refugiados sírios

jordan

A Jordânia rejeitou nesta quinta-feira (5) o pedido das Nações Unidas de abrir a fronteira com a Síria para os refugiados.

O país árabe pediu à comunidade internacional para redobrar seus esforços para pressionar as partes em conflito para que cessem as hostilidades.

“O pedido da ONU à Jordânia para garantir refúgio para os deslocados sírios se contrapõe aos interesses jordanianos”, declarou a ministra de Estado da Informação Pública, Jumana Ghanimat.

A ministra acrescentou:

A Jordânia decidiu fechar sua fronteira para resguardar seus interesses de segurança e abortar qualquer perigo que ameace sua segurança.

Tal declaração surge após o alto comissário da ONU para os Refugiados, Filippo Grandi, ter pedido à Jordânia que ofereça “refúgio temporário àqueles que precisam de segurança”, em referência aos sírios que fogem dos combates na província meridional de Deraa.

Mais de 1.000 deslocados sírios receberam assistência médica na fronteira e as autoridades permitiram que 90 deles entrassem no país para que fossem atendidos em hospitais da Jordânia.

Cerca de 320 mil pessoas tiveram que abandonar a região de Deraa, alvo de uma intensa ofensiva governamental para retomar seu controle dos jihadistas.

 

Com informações da EFE

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...