- PUBLICIDADE -

Jornais noticiam pedido de demissão de Ernesto Araújo

PT tentou transformar a Igreja Católica em linha auxiliar, diz Araújo
Imagem: Pedro Ladeira / Folhapress

A situação política de Ernesto Araújo vinha se deteriorando nos últimos dias.

- PUBLICIDADE -

Após semanas de pressão, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, pediu, nesta segunda-feira (29), demissão do cargo.

A informação ainda não foi confirmada pelo governo Jair Bolsonaro oficialmente.

No entanto, vários jornais confirmaram a demissão.

De acordo com o portal G1:

“Ernesto avisou da decisão de deixar o ministério a seus assessores próximos e apresentou o pedido para o presidente Jair Bolsonaro.”

Segundo o jornal Estadão:

“O chanceler cancelou compromissos nesta segunda-feira com autoridades estrangeiras para discutir seu futuro. E foi chamado de última hora pelo presidente da República no Palácio do Planalto.”

De acordo com a Folha:

“Mais de dois anos depois de ter proferido seu discurso inaugural como chanceler, quando prometeu alinhar o Ministério das Relações Exteriores aos anseios dos eleitores de Jair Bolsonaro, Ernesto Henrique Fraga Araújo deixou o cargo nesta segunda-feira (29) —sob pressão do Congresso.”

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -