PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Investigação aponta uso global de arma cibernética de empresa israelense

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Spyware foi vendido por empresa israelense a regimes autoritários mundo afora.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Pessoas mundo afora têm sido alvos de governos autoritários com o auxílio de um software de hacking vendido pela empresa de vigilância NSO Group, de Israel.

A informação está presente em uma investigação publicada pelo jornal britânico The Guardian em parceria com outras 16 organizações de mídia.

A reportagem aponta para abuso generalizado e contínuo do software Pegasus, desenvolvido pela da NSO.

A empresa, no entanto, insiste que o aplicativo é destinado apenas para utilização contra criminosos e terroristas.

Pegasus é um malware que infecta iPhones e dispositivos Android para permitir que os invasores extraiam mensagens, fotos e e-mails, gravando chamadas e ativando microfones de forma secreta.

Um vazamento divulgado pelo The Guardian contém uma lista de mais de 50 mil números de telefone que, acredita-se, foram identificados como de pessoas de interesse por clientes da NSO desde 2016.

No entanto, é importante ressaltar que a presença de um número de telefone nos dados não indica necessariamente que o dispositivo foi infectado com Pegasus ou sujeito a uma tentativa de invasão. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.