Português   English   Español

Jornal denuncia crime bárbaro contra eleitor de Bolsonaro em Fortaleza

Jornal denuncia crime bárbaro contra eleitor de Bolsonaro em Fortaleza

“Homem é torturado e morto supostamente após declarar voto em Bolsonaro. Vítima teve partes do corpo decepadas antes de ser assassinado”, diz o jornal O Povo em matéria publicada nesta terça-feira (30).

O crime bárbaro aconteceu na madrugada desta terça-feira (30). Fonte ligada à Polícia Militar afirma que o motivo do crime foi político.

De acordo com o jornal O Povo:

Após ter a casa invadida, homem de 40 anos foi torturado e morto na madrugada de terça-feira, 30, no bairro Passaré. A vítima morava na comunidade Babilônia, mesmo local onde trabalhava em obras. O motivo do crime, segundo fonte ligada à Polícia Militar, seria político. Ele teria afirmado que votaria no então candidato Jair Bolsonaro (PSL).

O homem teve partes do corpo decepadas, ainda conforme a fonte policial. No momento do crime, a esposa da vítima se encontrava na residência que os dois dividiam. O POVO Online opta por não divulgar o nome da vítima, para preservar a família de possíveis riscos.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) não se pronunciou sobre o motivo do crime. De acordo com a pasta, o homem teria sido morto em um matagal. Um casal foi conduzido à sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) suspeito de participação no assassinato.

Foi instaurado inquérito policial para investigar as causas do homicídio. A Polícia Militar ainda está em diligências para solucionar o caso. A população pode contribuir com denúncias ligando para o número 181, para o telefone da DHPP (85) 3257-4807 ou para o WhatsApp (85) 99111-7498. O sigilo é garantido.

O blog do Movimento Brasil Livre (MBL) divulgou o vídeo de um dos bandidos supostamente envolvido com o homicídio na capital do Ceará.

Segundo o MBL:

Tiago da Silva Monteiro, 22 anos, confessou em vídeo que um homem foi assassinado na segunda-feira, 29, por ser eleitor de Jair Bolsonaro.

Uma facção invadiu um apartamento do Condomínio Residencial Novo Barroso, conhecido como Babilônia, e sequestraram, torturaram e decapitaram a golpes a vítima, que teve seu corpo abandonado em um matagal. Tiago, que confessa em vídeo a motivação política do crime, é um dos suspeitos de participar do fato.

Confira o vídeo:

Ainda de acordo com a matéria publicada pela jornalista Francine Galbier no blog do MBL:

O bandido Tiago Monteiro foi reconhecido pela esposa da vítima e preso pela Polícia, que tenta localizar os demais envolvidos no caso. Márcio da Silva Lima, que possui extensa ficha criminal, já foi identificado como participante do crime e está sendo procurado.

Nossa equipe procurou o jornalista cearense Fernando Ribeiro através do número disponibilizado em seu blog para questionar sobre suas fontes, mas não tivemos retorno até o momento. No entanto, o jornalista cearense Wellington Macedo confirmou que o caso é verdadeiro. Também ligamos para o DHPP – Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa e pedimos a confirmação do acontecido, recebemos a resposta de que ainda está sob investigação. O nome da vítima não foi divulgado por pedido da família, que quer se preservar.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...