Português   English   Español

Jornalista alemã suspensa do Facebook após piada com crimes sexuais cometidos por imigrantes ilegais

A jornalista e modelo alemã, Anabel Schunke, foi suspensa do Facebook por 30 dias após uma piada sobre crimes sexuais cometidos por imigrantes no país.

Anabel fez um comentário satírico sobre um termo utilizado pela polícia para classificar crimes sexuais cometidos por norte-africanos.

A abreviatura NAFRI é usada frequentemente pela polícia alemã e pela mídia para descrever imigrantes da África responsáveis por crimes de caráter sexual.

O comentário da jornalista foi o seguinte:

Agressão sexual na nova-Alemanha: fazer o NAFRI

Após a suspensão, o advogado de Anabel conversou com um jurista especialista em censura no Facebook e ambos concordaram que o termo não é contrário à lei. No entanto, a empresa de Mark Zuckerberg rejeitou cancelar a suspensão e disse que a atitude da rede social estava correta.

De acordo com a jornalista censurada, há uma clara diferença no monitoramento do discurso de ódio no Facebook. Toda crítica contra o Islã é proibida, enquanto apelos à violência contra os judeus não acarreta em punição.

Mark Zuckerberg, criador do Facebook

Com informações de: (1)

Deixe seu comentário

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter