Português   English   Español

Jornalista da Globo diz que Gab é espaço para traficantes e terroristas

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Em matéria publicada nesta segunda-feira (27), o jornalista Helio Gurovitz fala sobre a “desorientação das empresas do Vale do Silício perante a política no meio digital”.


Após abordar o esquema de propaganda política irregular em prol de candidatos do Partido dos Trabalhadores (PT), o jornalista decidiu falar sobre a migração de brasileiros para a rede social Gab.

Helio Gurovitz declarou, em sua coluna no G1:

Na semana passada, houve uma revoada de brasileiros para uma rede social alternativa chamada Gab, destaque na internet paralela que deve seu sucesso à proteção absoluta do direito à livre expressão de racistas, supremacistas, neonazistas, antissemitas, teóricos da conspiração, traficantes ou terroristas.

O jornalista diz que o sucesso da rede social se deve à proteção oferecida a grupos propagadores de ódio. A informação não procede. A maior parte dos usuários que migram para o Gab estão em busca de liberdade de expressão, tendo em vista os inúmeros casos de censura contra usuários direitistas nas grandes redes sociais.

Outro ponto que Gurovitz não verificou antes de publicar a matéria diz respeito à presença de “traficantes” e “terroristas” no Gab. Uma leitura rápida nas diretrizes da empresa deixa claro que a informação é falsa.

Renova Mídia ajuda o jornalista da Globo com a tradução de um trecho das regras da rede social contidas neste link.

Os usuários estão proibidos de apelar para atos de violência contra terceiros, promover ou se envolver em autoflagelação e / ou atos de crueldade, linguagem ameaçadora ou comportamento que de forma clara, direta e incontroversa infrinja a segurança de outro usuário ou indivíduo(s). Também podemos denunciar o(s) usuário(s) à aplicação da lei local e / ou federal, de acordo com a opinião de nossos advogados.

Gab segue as definições de terrorismo do Departamento de Estado dos EUA e a lista de Organizações Terroristas Estrangeiras, juntamente com a lista proscrita de grupos terroristas, organizações e / ou indivíduos do Federal Bureau of Investigation.

O CEO do Gab, Andrew Torba, não ficou nada satisfeito com a publicação e denunciou as inverdades contidas na matéria do jornalista brasileiro Helio Gurovitz.

“Gab não permite que terroristas ou traficantes realizam atividades ilegais. Esta é uma mentira clara”, declarou o perfil oficial da rede social.

https://twitter.com/getongab/status/1034514325631688711

O perfil oficial no Twitter do Movimento Brasil Livre (MBL) saiu em defesa da rede social. O grupo foi alvo de censura por parte do Facebook semanas atrás.

Após a repercussão negativa acerca dos seus comentários sobre a rede social, o jornalista utilizou seu perfil oficial no Twitter para se retratar e incluiu a posição oficial do Gab na sua matéria.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...