Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Jornalistas da França tinham grupo para ridicularizar colegas

Jornalistas da França tinham grupo para atacar mulheres
COMPARTILHE

Vários jornalistas franceses foram penalizados por envolvimento em grupo privado no Facebook organizado para ridicularizar colegas de profissão.

De acordo com o jornal francês Libération, os membros do Ligue du LOL (sigla para “laughing out loud“, rindo alto) usavam perfis falsos no microblog Twitter para ataques coordenados contra determinadas pessoas, incluindo jornalistas, com piadas sobre estupro e memes pornográficos.

O grupo foi criado em 2009 pelo famoso jornalista freelancer Vincent Glad, que tem passagem pelo próprio Libération.

Segundo o O Globo, Glad se explicou:

“É um grupo de amigos do Facebook, como todo mundo tem. Tinha piadas, conversas sobre o trabalho, absolutamente comum. Nunca houve, dentro desse grupo, uma obsessão antifeminista. Eles achavam graça de tudo e de todos.”

O editor on-line do mesmo jornal, Alexandre Hervaud, também está entre os participantes do grupo. Ele foi suspenso após a revelação do escândalo.

David Doucet, editor on-line da revista semanal “Les Inrockuptibles“ e ex-membro do Ligue du LOL, foi suspenso por precaução e um processo de demissão foi aberto.

Guilhem Malissen, que produzia um podcast para o site Nouvelles Ecoute, teve seu contrato de colaboração encerrado.

O publicitário Renaud Loubert-Aledo, que trabalhava como estrategista na Publicis foi demitido.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários