Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Jornalistas decidem reagir a agressões de petistas

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE
Capa: Miguel Schincariol/AFP

Um coletivo de jornalistas está fazendo um levantamento de todas as agressões que profissionais sofreram no país nestes últimos dias, ao cobrir a prisão do ex-presidente Lula.

Ao longo dos vários dias da nossa cobertura em tempo real sobre a prisão de Lula, tivemos a oportunidade de registrar dezenas de repórteres que foram intimidados ou sofreram algum tipo de agressão física por membros da extrema-esquerda.

Dezenas de jornalistas atacados por petistas nos últimos dias

De acordo com informações do blog Caixa Zero na Gazeta do Povo:

As agressões partiram basicamente de militantes petistas ou de apoiadores de Lula que viam nos jornalistas inimigos de sua causa. Os repórteres foram acusados de conivência com o suposto “golpismo” dos veículos para os quais trabalham.

Houve gente levando tapas, ameaças de que iam roubar equipamentos, intimidação. Pior foi a postura do sindicato paulista, que disse que a coisa toda é compreensível: que a postura dos veículos meio que justifica o pau nos profissionais – aqueles mesmos que pagam a estrutura sindical para que lhes defenda.

O sindicato paranaense já adotou postura semelhante quando a Gazeta do Povo foi atacada por manifestantes de esquerda, relativizando a agressão e pondo a culpa na vítima.

O grupo Jornalistas contra o Assédio pede que quem foi vítima mande todos os seus dados para [email protected] O grupo se reúne nesta terça para debater quais serão as medidas tomadas.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.