Português   English   Español
Português   English   Español

Jovem da suposta suástica desiste de abrir representação criminal

Jovem da suposta suástica desiste de abrir representação criminal
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A jovem de 19 anos alegou ter sido atacada por três homens e ter sua barriga marcada com um símbolo semelhante a uma suástica na noite de segunda-feira (8) no bairro Cidade Baixa, região Central de Porto Alegre.

O caso teve uma intensa repercussão na grande mídia brasileira nesta quarta-feira (10). Muitos jornalistas apontaram o dedo imediatamente para eleitores de Jair Bolsonaro (PSL).

“Mulher diz ter sido marcada com canivete por apoiadores de Bolsonaro no RS”, foi a manchete da matéria do UOL sobre o assunto.

No entanto, apesar de todos os veículos da grande mídia brasileira terem oferecido uma intensa cobertura sobre o caso, a suposta vítima decidiu não entrar com uma representação criminal, segundo informações do Estadão.

“Em razão do pedido da jovem de não querer a representação criminal, o delegado afirmou que a investigação está ‘temporariamente suspensa’.”, diz o jornal.

O delegado Paulo César Jardim, titular da 1ª DP da Capital, afirmou que não há como prosseguir a investigação pois a vítima se negou a representar criminalmente. Com isso, não existe crime.

Responsável pelo caso, o delegado Jardim, considerado especialista em neonazismo no Rio Grande do Sul, disse não reconhecer uma suástica no ferimento no corpo da vítima.

‘Eu não vi uma suástica. Ali o que tem um símbolo antigo, milenar, budista, que foi historicamente corrompido’, disse.

Questionado pela imprensa se não seria contraditório um símbolo budista em uma agressão, o delegado voltou a negar, conforme noticiado pelo Estadão.

Aí vamos partir do se, da adivinhação.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...