Português   English   Español

Jovens não estudam, não trabalham e desistem de buscar emprego

O número de jovens, entre 15 e 29 anos, que não estudam, não trabalham e nem procuram emprego triplicou desde o início da crise econômica, há quatro anos.

Depois do mínimo histórico em meados de 2014, a quantidade de jovens brasileiros incluídos neste grupo saltou de 445 mil para quase 1,4 milhão em junho deste ano.

O levantamento foi feito pela consultoria IDados, com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua do IBGE.

Economistas e especialistas em educação avaliam que o aumento desse grupo faz com que mais jovens tenham seu capital humano depreciado, o que também é ruim para a economia do país, que abre mão do que deveria ser a principal força de trabalho para sustentar o crescimento econômico.

 

Adaptado da fonte O Globo

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter