Português   English   Español

Juan Guaidó diz que seu sequestro mostra ‘desespero’ do ditador Maduro

Juan Guaidó diz que seu sequestro mostra 'desespero' do ditador Maduro

Segundo Guaidó, os capangas responsáveis por seu sequestro que estavam cumprindo uma “ordem”, mas que “não sabiam o que estavam fazendo”.

O presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, disse neste domingo (13) que sua breve detenção mostra o “desespero” da ditadura de Nicolás Maduro.

“Estão desesperados em Miraflores (sede do Executivo), não sabem quem dá as ordens”, disse o deputado diante de centenas de pessoas em um ato no estado Vargas, próximo a Caracas.

Guaidó chegou a este ato duas horas depois do previsto, pois quando estava a caminho foi interceptado por um grupo de agentes do Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin), que, usando armas e capuzes, o “sequestrou” por uma meia hora, conforme noticiou a RENOVA.

A ditadura da Venezuela informou que o sequestro foi um procedimento irregular e unilateral e que os agentes foram destituídos.

Guaidó disse a jornalistas que a versão oficial demonstra que Maduro “já não controla as Forças Armadas”, o que revela o “grave problema” na instituição militar.

Segunda a agência “EFE“, o presidente interino declarou:

“Eles me sequestraram, estivemos em um carro. Pude me salvar do sequestro porque há pessoas que acreditam na Venezuela. Tentaram me colocar algemas, não permiti porque sou o presidente da AN, porque represento um poder legítimo.”

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Assine nossa newsletter...

Inscreva seu e-mail para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Fique tranquilo(a), assim como você, odiamos spam :) Você poderá remover seu e-mail a qualquer momento.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...