Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Jucá na mira da Lava Jato por corrupção e lavagem de dinheiro

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Imagem: Reprodução/Câmara

Esquema de corrupção resultou em uma série de pagamentos ilícitos disfarçados de doações eleitorais oficiais ao MDB.

A Justiça Federal no Paraná aceitou denúncia oferecida pela operação “Lava Jato” contra os ex-senadores Romero Jucá e Valdir Raupp.

Os políticos do MDB foram acusados pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro em contratos celebrados entre a Transpetro, subsidiária da Petrobras, e as empresas NM Engenharia e Odebrecht Ambiental.

Além dos ex-senadores, também foram alvos¹ da denúncia: Luiz Fernando Maramaldo, Fernando Reis, Nelson Maramaldo e Sergio Machado.

De acordo com a apuração feita pelos procuradores do Ministério Público Federal (MPF) no Paraná, as empreiteiras pagavam propina aos integrantes do MDB responsáveis pela nomeação e manutenção de Sérgio Machado na presidência da estatal. 

Em troca, ele garantiria às empreiteiras a continuidade dos contratos e a expedição de futuros convites para licitações.

Ainda de acordo com a denúncia, o esquema de corrupção mantido na Transpetro resultou em uma série de pagamentos ilícitos disfarçados de doações eleitorais oficiais ao partido entre 2008 e 2010 e em 2012.

Referências: [1]

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email