Judeus da Europa se sentem ameaçados na União Europeia

Idiomas:

Português   English   Español
Judeus da Europa se sentem ameaçados na União Europeia
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Mais de um em cada três judeus europeus cogitou emigrar nos últimos cinco anos por não se sentir mais seguro em meio a uma onda de antissemitismo na União Europeia.


Um estudo da União Europeia publicado nesta segunda-feira (10) mostra que em 12 países que abrigam 96% dos judeus da Europa existe um mal-estar generalizado com um aumento de crimes de ódio.

O sentimento de insegurança é particularmente agudo entre os judeus da França, seguidos pelos da AlemanhaBélgica e Polônia, revelou o estudo da Agência de Direitos Fundamentais da União Europeia (FRA).

Diante da hostilidade na internet e no trabalho, ou em pichações em paredes perto de sinagogas, nove de dez judeus que moram em nações que são seu lar há séculos sentem que o antissemitismo piorou nos últimos cinco anos, segundo o estudo.

Siga a RENOVA no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

O estudo da UE, obviamente, não relaciona a elevação no antissemitismo no velho continente às políticas de migração indiscriminada defendida pelas lideranças globalistas ao longo dos últimos anos.

Adaptado da fonte Reuters

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...