Judoca que se recusou a lutar com israelense é suspenso por 10 anos

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O atleta e o treinador já haviam sido suspensos preventivamente após atrito olímpico.

O judoca Fethi Nourine, da Argélia, pegou uma suspensão de 10 anos após determinação da FIJ (Federação Internacional de Judô).

O motivo? Nourine desistiu de lutar nas Olimpíadas de Tóquio-2020 após ter sido colocado na chave de um judoca de Israel

Amar Benikhle, técnico de Nourine e que apoiou a iniciativa, também foi atingido pela mesma punição.

Na ocasião, o Comitê Olímpico Internacional (COI) afirmou que a recusa de Nourine em lutar foi uma “violação à Carta Olímpica“. 

Em entrevista ao site Middle East Monitor, Nourine declarou:

“É uma punição dura, mas era esperada. Isso prova que eles (FIJ) apóiam o terrorismo sionista contra nosso povo em Gaza.”

E acrescentou:

“Eles são cúmplices dos crimes da ocupação. Não cometi nenhuma violação. Minha retirada foi simplesmente um ato de solidariedade aos palestinos.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.