Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Juiz da Argentina indicia 19 pessoas no caso Odebrecht

COMPARTILHE

Um juiz da Argentina indiciou 19 pessoas em causa na qual são investigados superfaturamentos e subornos na adjudicação pela Odebrecht da construção de duas estações de tratamento de água.

Os envolvidos são ex-funcionários do governo da esquerdista Cristina Kirchner e empresários do setor privado

O juiz Sebastián Casanello determinou ainda embargos de até 790 milhões de pesos (US$ 35,33 milhões) em bens dos indiciados.

De acordo com informações do BOL:

Para Casanello está comprovado que as contratações estiveram “direcionadas” para que fossem licitadas para dois consórcios, formados por várias empresas, entre elas a construtora brasileira.

O juiz entende que houve uma repartição irregular da obra pública, ao mesmo tempo em que foram verificados “incrementos orçamentários injustificados” desde o início dos processos licitatórios e modificações aos projetos realizados pela própria AySA.

Além dos indiciamentos, Casanello ordenou a convocação para prestar depoimento, na qualidade de investigados, dos empresários brasileiros Marcelo Odebrecht e Antonio Miguel Marques, ex-presidente de Camargo Corrêa, além do ex-ministro argentino Julio de Vido, atualmente na prisão por outra causa e já processado por supostamente ter favorecido à Odebrecht na adjudicação de contratos.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE