Juiz desertor da Venezuela desertou para cooperar com EUA

Idiomas:

Português   English   Español
Juiz desertor da Venezuela desertou para cooperar com EUA
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Christian Zerpa, juiz do Supremo Tribunal de Justiça (TSJ) da Venezuela, se exilou nos Estados Unidos para, segundo ele, não ser conivente com o juramento presidencial de Nicolás Maduro.


O juiz da Venezuela prometeu cooperar com as autoridades dos Estados Unidos.

Nicolás Maduro “não merece uma segunda oportunidade, uma vez que a eleição em que supostamente saiu eleito não foi uma eleição livre, não foi uma eleição competitiva”, declarou o juiz Zerpa no domingo (7) ao canal EVTV na cidade de Orlando, na Flórida.

Mais cedo, o TSJ – de linha oficialista – anunciou em um comunicado que o juiz está sob investigação por “assédio sexual, atos lascivos e violência psicológica” contra funcionárias de seu escritório, informa a RENOVA.

O juiz Christian Zerpa, que abandonou o país com sua esposa e filha, anunciou que vai colaborar com as autoridades americanas para revelar casos de corrupção no círculo de Maduro, assim como o controle do TSJ por parte da ditadura.

O desertor afirmou que “boa parte das decisões (do TSJ) é instruída do palácio presidencial Miraflores. É um apêndice do Executivo”. Ele também indicou que decidiu se exilar porque temia por sua vida, informa o “Estado de Minas“.

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...