Português   English   Español
Português   English   Español

Juiz diz que procurador Mueller não deveria ter poder irrestrito

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Um juiz distrital dos Estados Unidos disse que o procurador especial Robert Mueller não deveria ter “poder irrestrito” para investigar laços entre a campanha do presidente Donald Trump e a Rússia.

O magistrado acusou Robert Mueller de usar casos criminais para pressionar aliados de Donald Trump a se voltarem contra ele.

De acordo com informações da Reuters Brasil:

Em uma tensa audiência em um tribunal federal na Virgínia nesta sexta-feira, o juiz distrital dos EUA T.S. Ellis III questionou acentuadamente se Mueller excedeu sua autoridade ao apresentar acusações de fraude fiscal e bancária contra o ex-gerente de campanha de Trump, Paul Manafort.

Ellis disse que a acusação aparentava ser uma maneira para Mueller levar Manafort a fornecer informações sobre Trump.

“Você não liga realmente para o Sr. Manafort”, disse o juiz. “Você na verdade liga para a informação que o Sr. Manafort pode te dar para levar ao Sr. Trump” e sua eventual acusação ou impeachment.

“É improvável que você consiga me persuadir de que o procurador especial possui poder irrestrito para fazer o que quiser”, disse Ellis, que foi nomeado pelo presidente republicano Ronald Reagan, em uma audiência sobre a moção de Manafort para rejeitar as acusações na Virgínia.

As declarações do juiz distrital confirmam o posicionamento de Donald Trump e de vários outros políticos republicanos sobre a investigação liderada pelo procurador-especial Robert Mueller.

Ainda segundo a Reuters Brasil:

Trump leu entusiasticamente em voz alta os comentários do juiz para sua plateia durante um discurso em Dallas à Associação Nacional do Rifle, dizendo que eles ecoavam suas posições de longa data. Ele chamou Ellis de “uma pessoa muito respeitada”.

“Tenho dito isto há muito tempo. É uma caça às bruxas”, disse sobre a investigação de Mueller sobre os laços de sua campanha com a Rússia e sobre se a campanha conspirou com russos para interferir na eleição de 2016.

Ele também se distanciou de Manafort, chamando-o de um cara legal, mas dizendo que “ele trabalhou para mim por um período muito curto de tempo”.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!