Português   English   Español

Juiz nega revogar mandado de prisão do presidente do PROS

Juiz nega revogar mandado de prisão do presidente do PROS

O juiz Heitor Moura Gomes, de Marabá, do Pará, rejeitou revogar o mandado de prisão temporária de Eurípedes Júnior, o presidente do PROS.

Eurípedes Júnior teve a prisão decretada na Operação Partialis, que apura desvio de recursos em licitações em Marabá.

Mais cedo, nesta terça-feira (23), Eurípedes se apresentou à Polícia Federal, mas não foi preso porque o Código Eleitoral proíbe a prisão de eleitores, exceto em casos em flagrante, o que não é o caso do presidente do PROS.

Ao analisar o pedido da defesa de Eurípedes Júnior para revogar o mandado de prisão, o juiz Heitor Moura Gomes avaliou que a atitude do presidente do PROS foi “voluntariedade travestida de um ‘fazer de conta'”.

O juiz também afirma que a “suposta disposição” de Eurípedes em prestar esclarecimentos à PF “não se mostrou verdadeira”.

O magistrado afirmou:

Difícil aderir à sua tese de que não estaria foragido de que apenas não foi encontrado nos endereços que habitualmente se encontraria e que estava a disposição das autoridades policiais. Tanto assim que coincidentemente se apresentou apenas porque sabedor que não poderia ser preso nesse período nos termos da legislação eleitoral.

 

Adaptado da fonte G1

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...