Juiz proíbe manifestações em Curitiba até fim do lockdown

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Assinada no último domingo (14), a decisão é favorável ao prefeito Rafael Greca.

Manifestações em locais públicos estão proibidas em Curitiba, no Paraná, até o fim do lockdown na cidade, no dia 21 de março. 

A decisão foi tomada por Rodrigo Yabagata Endo, juiz substituto do Foro Central daquele município. 

Assinada neste domingo (14), a decisão é favorável ao prefeito Rafael Greca (DEM), que decretou um rígido pacote de medidas restritivas na capital paranaense. 

De acordo com a decisão, segundo o jornal Estadão, quem descumprir a determinação, vai pagar multa de R$ 1 mil

Ainda no despacho, o magistrado Yabagata Endo argumenta que o direito à manifestação não pode pôr em risco os demais direitos constitucionais, como o de acesso à saúde.

Ontem, manifestantes fizeram carreata a favor do governo do presidente da República, Jair Bolsonaro, em Curitiba, Guarapuava, na região central do Paraná, e Cascavel, no oeste, na tarde deste domingo (14).

Os participantes do protesto também protestaram contra o Supremo Tribunal Federal (STF). Eles cantaram o hino do nacional, levaram bandeiras do Brasil e faixas com críticas ao lockdown.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.