Português   English   Español

Juíza Hardt nega pedido para Lula ser interrogado novamente

A defesa de Lula continua tentando impedir o avanço dos processo na Justiça contra o ex-presidente do PT.

A juíza federal substituta Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal de Curitiba, negou nesta terça-feira (13) um pedido da defesa do presidiário Lula para que ele fosse interrogado novamente no processo sobre a acusação de pagamento de propinas pela empreiteira Odebrecht.

A ação penal, que está pronta para ser decidida, trata de suposta propina de 12,9 milhões de reais paga pela Odebrecht a Lula por meio das compras de um terreno que abrigaria o Instituto Lula e uma cobertura vizinha à do petista em São Bernardo do Campo (SP).

Segundo informações da Veja, a magistrada escreveu:

Os depoimentos das testemunhas e dos acusados foram todos gravados em mídia audiovisual e estão à disposição do Juízo, que irá analisá-los oportunamente, antes da prolação da sentença.

A magistrada, que substitui o juiz Sergio Moro no comando da Operação Lava Jato, também negou o pedido da defesa do delatador da Odebrecht, conforme noticiou a Renova Mídia.

Apesar de ter seu pedido negado, Lula vai se encontrar com Gabriela Hardt nesta quarta-feira (14), mas para depor no processo sobre o sítio de Atibaia.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter