- PUBLICIDADE -

Juíza reduz visitas de Haddad ao presidiário Lula

Juíza reduz visitas de Haddad ao presidiário Lula

- PUBLICIDADE -

A juíza substituta da 12ª Vara Federal de Curitiba, Carolina Lebbos Moura, determinou na sexta-feira (25) que o esquerdista Fernando Haddad não pode mais visitar o presidiário Lula da Silva em qualquer dia da semana.

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, desde o 7 de abril de 2018. O ex-presidente do PT foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

A juíza Carolina Lebbos cancelou o direito especial para que o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, fosse escolhido como defensor jurídico especial do ex-presidente.

Haddad terá de seguir o regime próprio das visitas sociais e só poderá visitar Lula à partir de agora apenas nas quinta-feiras.

Segundo o site “Poder 360“, a magistrada entendeu que “não se identificou qual seria a necessidade e utilidade jurídicas de contato direto e constante de Fernando Haddad com o apenado”.

“As eleições, ademais, já se findaram, não tendo a defesa comprovado nos autos a existência de processo ou qualquer medida concreta impugnativa que efetivamente conte com a atuação do procurador em questão”, acrescentou a juíza.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -