- PUBLICIDADE -

Juízes da Pensilvânia rejeitam ações da campanha de Trump

Juízes da Pensilvânia rejeitam ações da campanha de Trump

Juiz disse que as cédulas devem ser processadas e contadas, apesar das supostas irregularidades.

- PUBLICIDADE -

Dois juízes da Pensilvânia criticaram a campanha de reeleição do presidente Donald Trump, na última sexta-feira (13), ao rejeitar um conjunto de seis ações contra votos por correspondência.

O juiz James Crumlish, do Tribunal de Apelações Comuns, do condado de Filadélfia, decidiu, em cinco casos relacionados, que a campanha de Trump não pode descartar um total de 8.329 cédulas de correio que alegou serem impróprias porque os envelopes externos não têm nomes, datas ou endereços.

Em sua decisão, segundo o jornal The Hill, Crumlish observou que a campanha “não estava alegando que houve fraude, que há evidências de fraude ou que as cédulas em questão não foram preenchidas pelo eleitor em cujo nome a cédula foi emitida”.

Crumlish disse que as cédulas devem ser processadas e contadas, apesar das supostas irregularidades.

Em um sexto caso separado, o juiz Richard Haaz do Tribunal de Fundamentos Comuns, do condado de Montgomery, determinou que 592 cédulas que a campanha de Trump tentou lançar pelo mesmo tipo de razões também deveriam ser contadas, informou a CNN.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -