Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Julgamento de ‘El Chapo’ revela corrupção generalizada no México

Julgamento de 'El Chapo' revela corrupção generalizada no México
COMPARTILHE

‘El Chapo’, um dos chefões do tráfico mais famosos do mundo, é acusado de 11 crimes. Caso seja condenado, pode pegar prisão perpétua.

As acusações de propinas que surgiram no julgamento de Joaquín ‘El Chapo’ Guzmán, nos Estados Unidos, ressaltam a corrupção entre as autoridades do México, sobretudo em nível estadual e municipal.

Esta parceria entre autoridades corruptas e o mundo do crime é o que vem permitindo a expansão do narcotráfico no país da América Central.

Durante o julgamento, Jesús “Rey” Zambada, ex-aliado de El Chapo e irmão de Ismael “Mayo” Zambada, outro líder do cartel de Sinaloa, disse que Guzmán comprou promotores, policiais e militares mexicanos, e inclusive a Interpol.

Na terça-feira (20), Zambada revelou ter entregue duas maletas contendo um total de seis a oito milhões de dólares em propinas ao ex-secretário de Segurança Pública mexicano Genaro García Luna em 2005 e 2006.

Até mesmo o advogado de El Chapo, Jeffrey Lichtman, acusou o ex-presidente Felipe Calderón (2006-2012) e seu sucessor, Enrique Peña Nieto, de terem recebido suborno do cartel de Sinaloa, o que ambos negaram energicamente.

Embora os analistas assegurem ser difícil comprovar propinas recebidas pelos presidentes e por autoridades federais de alto escalão, a corrupção entre autoridades locais é mais evidente.

 

Adaptado da fonte AFP

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE