- PUBLICIDADE -

Juristas pedem ao STF salvo-conduto para chamar Bolsonaro de genocida

Ingresso na OCDE é ‘meta prioritária’ do Brasil, diz Bolsonaro
Foto: Isac Nóbrega/PR/Flickr

Advogados pedem salvo-conduto no STF para quem chama Bolsonaro de genocida.

- PUBLICIDADE -

Um grupo de advogados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e do Paraná apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um habeas corpus para impedir a prisão de quem chama o presidente da República, Jair Bolsonaro, de genocida.

Na última semana, militantes do Partido dos Trabalhadores (PT) foram presos durante protesto em Brasília por causa da ofensa contra a honra do chefe do Executivo.

De acordo com a ação movida no STF:

“É incontestável que foi a desastrosa e nefasta ‘condução’ (ou falta dela) da pandemia do COVID-19 pelo Sr. Presidente da República que inviabilizou a vacinação em massa que incontestavelmente poderia ter salvado inúmeras vidas.”

O texto ainda afirma:

“Sem falar nas inúmeras vidas que também teriam sido salvas se o Sr. Presidente da República não se dispusesse, com tanta frequência, a incentivar e estimular aglomerações e desrespeitos às normas de isolamento social impostas por Governadores(as) e Prefeitos(as).”

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -