Justiça anula renovação de passaporte diplomático a Edir Macedo

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Edir Macedo faz viagens internacionais como líder da Igreja Universal do Reino de Deus. De acordo com juiz, a atividade não significa “interesse do país”.

O juiz federal Vigdor Teitel, da 11ª Vara Federal do Rio de Janeiro, anulou nesta terça-feira (16) a concessão de passaporte diplomático para Edir Macedo e sua mulher Ester Eunice Rangel Bezerra.

Na decisão, segundo o Poder360, o magistrado entendeu que a atividade no exterior de Macedo como líder da Igreja Universal não significa “interesse do país” que justifique a “proteção adicional consubstanciada no passaporte diplomático”.

Macedo recebeu o documento em 2006, durante o governo do ex-presidente Lula da Silva (PT), e obteve renovação em 2011, durante a gestão de Dilma Rousseff (PT).

Em 2016, durante o governo do ex-presidente Michel Temer (MDB), o Itamaraty havia suspendido a emissão desse tipo de documento de viagem para líderes religiosos.

Na última segunda-feira (15), o ministério das Relações Exteriores do governo Jair Bolsonaro renovou o documento e concedeu novamente o passaporte diplomático, como você viu na RENOVA.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.