- PUBLICIDADE -

Justiça autoriza quebra de sigilo telefônico de Fernando Pimentel

Justiça autoriza quebra de sigilo telefônico de Fernando Pimentel

- PUBLICIDADE -

Ação faz parte de uma operação da PF que investiga desvios da Companhia Energética de Minas Gerais.

A Justiça Federal em São Paulo autorizou a quebra de sigilo telefônico do ex-governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), no âmbito da Operação “E o Vento Levou”, que investiga desvio de verbas da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig).

O pedido foi feito pela Polícia Federal (PF), que deflagrou, nesta quinta-feira (25), a segunda fase da operação.

Sete mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em cidades de São Paulo, Minas Gerais e Bahia.

Ao site G1, Pimentel disse que desconhece o motivo da quebra do sigilo telefônico:

“Não faço a menor ideia de porquê meu nome está incluído na relação de investigados. Até onde sabemos, a investigação cuida de fatos anteriores ao meu mandato de governador. Além do mais, eu não tive e não tenho qualquer relação com a empresa Renova, que é objeto do inquérito. Mas, enfim, no Brasil de hoje, nada deve nos surpreender, não é mesmo?”

O objetivo nesta fase é encontrar o destinatário da propina movimentada no projeto de energia elétrica, cerca de R$ 40 milhões.

Os investigadores descobriram que parte desse dinheiro chegou às mãos de pessoas ligadas ao PT de Minas Gerais e da Bahia e ao PSDB de Minas Gerais.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -