Justiça bloqueia bens do operador de propina do PSDB

Idiomas:

Português   English   Español
Justiça bloqueia bens do operador de propina do PSDB
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

MP afirma que imóveis e lancha de Paulo Preto, ex-diretor da Dersa condenado a mais de 170 anos de prisão, estavam registrados em nome de empresa laranja.


A Justiça Federal de São Paulo determinou o bloqueio de dois imóveis e uma lancha de Paulo Vieira de Souza, mais conhecido como Paulo Preto, apontado como operador de propina para políticos do PSDB.

A decisão é do juiz Diego Paes Moreira, da 6ª Vara Federal Criminal de São Paulo.

Os bens foram bloqueados uma mansão em Iporanga, no Guarujá, um apartamento no condomínio Marina VI, em Ubatuba, ambos em São Paulo, e a lancha Giprita III.

Os bens estavam registrado em nome da empresa P3T, criada em 2014 por Paulo Preto, que foi condenado a mais de 170 anos de prisão por crimes como peculato (desvio de dinheiro público) e formação de cartel nas obras do trecho sul do Rodoanel e do Sistema Viário Paulistano.

O Ministério Público Federal afirma que os bens estavam em nome da empresa como forma de blindar o patrimônio.

O juiz afirmou em sua decisão que a medida é necessária para assegurar a reparação dos danos causados no período em que Paulo Preto esteve à frente da Dersa, a estatal paulista responsável por obras rodoviárias, informa o site IG.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...