Justiça da Suécia condena muçulmanos por ataque a sinagoga

Dois refugiados e um requerente de asilo foram condenados nesta segunda-feira (25), na Suécia, pelo ataque contra uma sinagoga da cidade de Gotemburgo.

O ataque, ocorrido no dia 9 de dezembro, teve como pano de fundo os protestos que se seguiram ao reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel pelos Estados Unidos.

Várias pessoas se encontravam no interior do templo religioso no momento do ataque a bomba, realizado por um grande grupo de vândalos. Felizmente, elas conseguiram se esconder no porão até a chegada da polícia, evitando ferimentos.

A Corte Distrital de Gotemburgo decidiu condenar dois terroristas da Palestina e um da Síria pelo atentado, com penas que variam de 15 a 24 meses de prisão.

Um deles, um jovem palestino de 22 anos que não tem o visto de residência sueco, será deportado após o cumprimento da pena. Os três são os únicos julgados até agora pelo crime.

De acordo com a justiça sueca, os condenados tentaram ameaçar, ferir e violar tanto os membros da comunidade judaica local quanto o povo judeu em sua totalidade com esse ataque.

 

Com informações de Sputnik Brasil
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia