Português   English   Español
Português   English   Español

Justiça do Peru investigará 3 ex-presidentes por doações da Odebrecht

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

O Ministério Público (MP) do Peru anunciou neste domingo (10) a abertura de uma investigação preliminar por lavagem de dinheiro contra três ex-presidentes por doações de campanha da Odebrecht a seus partidos que não foram declaradas.

Pedro Pablo Kuczynski, Alan García e Alejandro Toledo são os três ex-presidentes do Peru que serão investigados pelo MP.

As investigações surgiram após o depoimento feito pelo ex-diretor da Odebrecht no Peru, Jorge Barata, a promotores peruanos em fevereiro deste ano no Brasil.

Barata se referiu a contribuições de campanha que a construtora supostamente fez aos partidos políticas dos ex-presidentes, conforme o MP peruano detalhou através do Twitter.

De acordo com informações do BOL:

Serão investigados Toledo, que presidiu o Peru entre 2001 e 2006, e seu ex-assessor de segurança, Avraham Dan On; Kuczynski, chefe de Estado entre 2016 e 2018, e a atual embaixadora em Londres, Susana de La Puente; Alan García, que governou o país entre 2006 e 2011, e o ex-ministro Luis Alva Castro.

“Todas as partes foram notificadas das respectivas disposições, que incluem a programação de diversas diligências”, acrescentou o Ministério Público ao anunciar o início das investigações em três casos individuai

Compartilhe...

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

TELEGRAM

Acompanhe todas as notícias através do nosso canal no Telegram.

Newsletter

Inscreva seu email na RENOVA para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Nome:

Email:

Fique tranquilo(a), assim como você também odiamos spam, você poderá sair quando quiser :)

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias_

Nunca mais seja massa de manobra. Assine!